Destaque Noticia

Adélio diz que foi ‘chamado por Deus’ para tentar matar o Bolsonaro.

Adélio homem que tentou matar Bolsonaro na campanha eleitoral para a presidência em 2018, falou mais sobre suas motivações e disse que Deus deu a ordem para ele para esfaquear o então deputado Federal. Adélio também contou que, inicialmente, seu alvo era Michel Temer (MDB), presidente à época.

Adélio Bispo de Oliveira afirmou que o presidente da República é um “impostor”, em depoimento à Polícia Federal, e que tinha um “desejo pessoal” de matar o ex-presidente da República, Michel Temer.

Sobre o atentado contra Bolsonaro, Adélio afirma que, no dia 06 de setembro de 2018, ele pensou em desistir quando viu o então candidato entrar um prédio público, mas manteve o plano. Em seguida, ele conta que cogitou de roubar uma arma de fogo de um policial militar no local para tentar matar o candidato com um tiro, mas levou em frente o plano da facada.

“Chamada de Deus”

As motivações para o crime, segundo Adélio, foram políticas e religiosas. Ele afirma ter ouvido um “chamado de Deus” para tirar a vida de Jair Bolsonaro, e que ficou surpreso com a missão: “Eu não tinha pensado. Quando Ele [Deus] disse, eu fiquei até surpreso”, declarou. Em seguida, explicando porque foi em frente com o atentado, ele classifica o presidente como um “impostor”.

Adélio diz que tem muitas dúvidas sobre as reais motivações de Bolsonaro para chegar ao Palácio do Planalto e que a imagem de ser um “homem de Deus” não o convence. O agressor se queixou até do fato de o mandatário, sendo católico, ter participado de uma cerimônia de batismo nas águas do rio Jordão.

“Bolsonaro é um impostor”, alegou Adélio, afirmando que muitos evangélicos se dispuseram a votar nele acreditando que ele fosse um irmão na fé evangélica.

Fonte: gospelmais.

Para saber mais sobre as notícias. Clique aqui!

Related posts

Monitoramento em igreja cristã China usa câmera de reconhecimento facial

Filipe Miguel

‘Obrigado, Jesus’, diz missionário R. R. Soares ao receber alta após vencer a covid-19

Júlia Silva

Comunismo na Coreia do Norte: Cristões são vitimas de Tortura e Fuzilamento

Filipe Miguel

Deixe um comentário